Segurança

Como funcionam os serviços de inspeção de passageiros em aeroportos

Confira no artigo como são realizados os serviços de inspeção de passageiros nos aeroportos e quais as categorias desse procedimento.

07 Jun 2023 - 16:09 - Atualizado há 8 meses

Aprox. 9 minutos de leitura.

Para garantir a integridade de passageiros, tripulação e funcionários, os aeroportos contam com uma série de procedimentos de segurança, como os serviços de inspeção de passageiros.

Considerado um serviço obrigatório para o embarque, a inspeção de passageiros é realizada conforme os padrões internacionais de segurança e deve ser executada com alta precisão.

Quer saber mais sobre como funcionam os serviços de inspeção de passageiros em aeroportos? Continue acompanhando o artigo que preparamos.

Conheça o serviço de inspeção de passageiros

A inspeção de passageiros do transporte aéreo é uma medida de segurança regulada pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e executada pelo operador aeroportuário, sob a supervisão da Polícia Federal (PF) ou de um órgão de segurança pública responsável pelas atividades de polícia no aeroporto.

Este procedimento é realizado nas dependências dos aeroportos, com o objetivo de identificar armas, explosivos e outros artefatos proibidos, e evitar que estes objetos adentrem áreas restritas de segurança ou áreas de embarque, pista e aeronaves.

Por ser um processo obrigatório nos aeroportos, o passageiro que se recusar a passar pela inspeção poderá ser impedido de entrar na sala de embarque.

Mas como o procedimento funciona?

Durante a inspeção, o passageiro e os bens transportados nas roupas e na bagagem são verificados por agentes autorizados, por meio de detector de metais e raio-X, com o objetivo de identificar objetos proibidos.

A passagem pelo detector de metais é obrigatória para todas as pessoas que não utilizem marca-passo ou implante coclear. Os passageiros que comprovarem o uso destes aparelhos são submetidos à busca pessoal. Já gestantes podem solicitar a inspeção por busca pessoal ou detector manual.  A revista física é uma medida de proteção extra e necessária em casos específicos, realizada por um agente de proteção do mesmo sexo do passageiro ou por autoridade policial. Este procedimento pode ser realizado em um espaço reservado e com a presença de uma testemunha.

Os diferentes tipos de inspeção

As medidas de segurança em aeroportos envolvem diferentes serviços de inspeção obrigatórios, com o objetivo de evitar que possíveis ameaças ou situações perigosas ocorram nesses ambientes.  

Conheça os diferentes procedimentos que fazem parte dos serviços de inspeção em aeroportos:

  • Inspeção de raio-X

A passagem pelo raio-X na área de embarque é a primeira inspeção a qual os passageiros se submetem logo após a realização do check-in.

Nesta etapa, a bagagem de mão é colocada na esteira de raio-X junto com eletrônicos e pertences de metal, que devem ser obrigatoriamente retirados das malas e mochilas.

Em alguns aeroportos, a retirada dos calçados é necessária.

  • Inspeção manual

Caso o operador tenha alguma dúvida durante a inspeção de raio-X, ele poderá solicitar uma inspeção manual.

Neste procedimento, o passageiro deve abrir sua bagagem de mão para que o funcionário realize a verificação dos itens.

É importante ressaltar que se o passageiro se recusar a passar pela inspeção manual, ele poderá ser impedido de entrar na área de embarque do seu voo.  

  • Busca pessoal 

A busca pessoal ocorre quando o passageiro não pode se submeter ao detector por motivo justificado.

  • Revista física 

A revista física pode ser realizada mesmo após o passageiro ter passado pelo detector de metais, como forma adicional de segurança.

Este procedimento deve ser realizado por um policial ou agente de proteção da aviação civil do mesmo sexo do passageiro, e pode ser feiro em um ambiente reservado, caso o passageiro solicite, e com a presença de uma testemunha.  

Pessoas gestantes podem solicitar a revista física ou o uso do detector manual de metais.

  • Inspeção da bagagem de mão 

A bagagem de mão também deve passar pela inspeção por raio-X, como já mencionamos acima.

Se forem identificados itens proibidos na bagagem, os artigos deverão ser descartados no momento da inspeção.

Já notebooks, computadores portáteis e demais eletrônicos devem ser retirados da bagagem de mão para passar pelo equipamento de raio-X, tanto em voos domésticos quanto internacionais.

O papel da tecnologia nos serviços de inspeção

A tecnologia é uma das maiores aliadas da segurança nos aeroportos, pois ela está presente nos equipamentos e ferramentas de inspeção que auxiliam as equipes de segurança no monitoramento desses ambientes.

Nos serviços de inspeção, o uso de aparelhos modernos e tecnológicos ajuda a aumentar a visibilidade sobre tudo o que está sendo transportado pelas pessoas que circulam diariamente pelos aeroportos, facilitando a identificação e impedindo a entrada de artigos proibidos, produtos inflamáveis e objetos ilícitos em áreas de embarque ou no interior das aeronaves.

Os equipamentos de raio-X, por exemplo, garantem uma avaliação profunda de bagagens, malas, mochilas e embalagens que os passageiros possam estar transportando, sem a necessidade de abrir as malas ou realizar procedimentos mais invasivos, na maioria das vezes.

Com o auxílio da tecnologia nos aeroportos, é possível realizar os serviços de inspeção com maior assertividade, facilitando a identificação de riscos por parte dos operadores e aumentando a segurança de todos que circulam pelo local.

Uma parceira na segurança aeroportuária

A Security SATA é uma empresa de Serviços Auxiliares ao Transporte Aéreo que oferece soluções de inspeção de passageiros para aeroportos e companhias aéreas em todo o Brasil.

Nosso serviço de inspeção de passageiros, tripulantes, bagagem de mão e pessoal de serviço é realizado através de diferentes métodos, como aparelho de raio-X, PDM ou busca pessoal, e conta com o auxílio de uma equipe de profissionais especializados no setor da aviação.

Nossos profissionais são treinados para identificar armas, explosivos e outros itens proibidos que possam ser utilizados para cometer atos de interferência ilícita em aeronaves ou espaços restritos dos aeroportos.

Oferecemos ainda outras soluções para aeroportos, como controle de áreas restritas, limpeza de aeronaves, inspeção de bagagem despachada, entre outros serviços de qualidade que agregam rapidez, segurança e eficiência aos processos aeroportuários.

Conheça todas as soluções da Security SATA para aeroportos e companhias aéreas!

Entre em contato com nossa equipe e receba um atendimento personalizado.

Quer receber mais conteúdo?
Inscreva-se em nossa newsletter!

Receba conteúdos exclusivos direto no seu e-mail.